Novas relações: cinco pontos que destacam o importante papel dos pets nas famílias
Cada vez mais, o pet assume um papel fundamental nas famílias e nos lares brasileiros, e a exigência por espaços pet friendly só aumenta, inclusive em viagens

Ano após ano, a importância da relação humano-animal cresce no mundo todo e, no Brasil, não é diferente. O país hoje tem uma quantia expressiva de famílias multiespécie – termo utilizado para famílias compostas por pessoas e animais de estimação. Segundo levantamento realizado pelo IBGE em 2020, a cada 100 famílias brasileiras, 44 têm cachorros e apenas 36 possuem crianças até a faixa dos 12. Além disso, há também uma indicação na diminuição da taxa de natalidade e aumento no número de adoções de pets – realidade que já vem acontecendo no mundo todo.

Diante deste cenário e por sempre acreditar que os pets são parte de nossa família, a Mars, líder global em produtos alimentícios e detentora de marcas como PEDIGREE®, WHISKAS®, CESAR®, SHEBA® e DREAMIES™, reforça a importância de construirmos um mundo melhor para os nossos filhos de quatro patas.

“Estas transformações de comportamento estendem o zelo e o cuidado com os animais de estimação para a sociedade como um todo”, explica Marcela Cerda, Gerente de Comunicação e Sustentabilidade da Mars. “Temos a intenção agora de ampliar os benefícios de se ter um animal de estimação por perto para todas as pessoas, fazendo com que eles sejam cada vez mais incluídos na sociedade e valorizados não apenas por quem já tem um melhor amigo de quatro patas”, completa Marcela. 

Para exemplificar esses novos comportamentos, a empresa apresenta alguns dados relevantes de pesquisas e estudos recentes que comprovam essas transformações:

1. Crescimento de adoção no Brasil

Dados realizados pelo programa PEDIGREE® Adotar é Tudo de Bom junto com a ONG AMPARA Animal mostram que houve um crescimento de 13% no número de adoções em 2021. Em 14 anos de projeto, a PEDIGREE®, que pertence ao grupo Mars, já auxiliou mais de 200 mil cachorros no Brasil por meio de adoções, castrações, doações de ração e atendimento veterinário para diversas ONGs e protetores independentes de animais cadastrados no programa. Só em adoções, o programa intermediou mais de 78 mil. 
Segundo pesquisa encabeçada pela Mars, houve um aumento de 3,6% da população de gatos e 2,8% de cães nos lares brasileiros. 
E se você adotou, sabe que sua vida jamais será a mesma. São outros cuidados, outras prioridades e uma responsabilidade enorme.

2. Novos espaços para o pet em casa: espaço externo e interno são compartilhados

Há um tempo, os cachorros eram permitidos somente na parte externa da casa: quintal, garagem, como espécies de guardiões do território. Hoje, os pets estão em todo o lugar, inclusive em cima das camas e dormindo com seus tutores. Muitos deles até relatam que dormem melhor quando seu pet está junto.
Se você adotou recentemente, sabe muito bem dessa nova realidade e já percebeu que o sofá jamais será o mesmo, assim como a sua roupa de cama também!

3. Animais de estimação auxiliam nos cuidados mentais dos humanos

Já foi comprovado que pets ajudam na saúde mental. Pessoas com sintomas de depressão, ansiedade, estresse, entre outros quadros, podem se beneficiar, já que os bichinhos transmitem sensação de segurança e bem-estar, além de também nos colocar no papel de cuidadores, em que temos que nos responsabilizar e zelar pelo bem-estar do outro. 
Um estudo global da Mars, realizado com mais de 13 mil tutores de cães e gatos, para o Censo de Animais de Estimação de 2020, mostra que 99% dos tutores de cães e 96% dos tutores de gatos acreditam que seu animal de estimação trouxeram impactos positivos nas vidas pessoal e profissional deles, quando relacionadas à saúde mental.

Se você adotou recentemente, já sente diferença no astral aí na casa, não é mesmo?

4. “Filho de quatro patas” é o novo “O melhor amigo do homem”

A conexão entre pessoas e animais de estimação era sempre colocada como “companheirismo” e “parceria” – daí o clássico “melhor amigo do homem”. Atualmente, essa definição tem se transformado – hoje, usamos termos mais ligados a relação de família, como “filho de quatro patas”.
Psicólogos mostram que a influência emocional da convivência com os animais pode acontecer de diferentes formas. Por exemplo, os pets podem suprir a falta de um irmão ou irmã para os filhos únicos, ou ainda ser companheiros importantes em casos de separação conjugal. Ainda ressaltam a importância de conviver com algum tipo de companhia animal, porque ajudam a desenvolver outros estímulos afetivos. Pesquisa publicada pela revista Science aponta que os cachorros amam seus donos com o mesmo amor do bebê por sua mãe e que essa troca de carinho e brincadeiras produz fortes doses de oxitocina, que é chamada de hormônio do amor.
A pesquisa da Mars também mostrou que 72% dos entrevistados tutores de cães e 32% dos tutores de gatos admitiram que já cancelaram planos para poderem ficar com seus animais de estimação. Outra pesquisa do Booking.com mostra que as pessoas estão condicionadas a pagar mais caro por uma hospedagem, se o lugar aceitar pets.
Para acompanhar essas novas tendências, a Mars criou o programa Better Cities for Pets no Brasil, que, em uma das ações, atua em parceria com a rede ALL – Accor Live Limitless, detentora de hotéis como Ibis, Pullman e Mercure, para ampliar a oferta pet friendly em mais de 300 hotéis da empresa em todo o país a partir de uma nova política implementada pela curadoria da Mars, oferecida pelo programa Better Cities for Pets.
“O protagonismo dos pets em nossas vidas tem sido cada vez maior. E não vemos isso somente pelo número de adoções crescente, mas porque entendemos que as pessoas vêm ressignificando a relação com os animais de estimação”, comenta Marcela Cerda. “A Mars acredita realmente na transformação desse comportamento das pessoas, em compartilhar mais experiências com seus pets. Por isso, o programa é tão importante para o cumprimento do nosso propósito – Um Mundo Melhor para os Pets – no Brasil. Queremos construir ambientes em que pets e tutores sejam felizes e bem-vindos”, finaliza Marcela.

5. Quem adota, já se adapta à vida de pet influencers

Divulgar a chegada dos queridos animais de estimação tem se tornado uma febre nas redes sociais e os perfis de pets têm dominado o Instagram – cerca de 17% ganharam um perfil próprio nas redes sociais. Os pets têm protagonizado produção de conteúdo digital bastante diversificada, que vai desde mostrar coisas rotineiras como dormir, comer e passear até vídeos elaborados, engraçados e educativos dos animais nas mais diversas situações. A criatividade nunca esteve tão aflorada para mostrar tanta fofura e eles são hoje verdadeiras estrelas das redes sociais.

 

Sobre a Mars

Por mais de um século, a Mars tem sido impulsionada pela crença de que o mundo que queremos amanhã começa com a forma como fazemos negócios hoje. Essa ideia está no centro de quem sempre fomos como uma empresa familiar global. Hoje, a Mars está se transformando, inovando e evoluindo de maneiras que afirmam nosso compromisso de causar um impacto positivo no mundo ao nosso redor.

 

Detentora de algumas das marcas mais amadas do mundo, como M&M’S®, TWIX®, SNICKERS®, UNCLE BEN’S®, ORBIT®, EXTRA®, SKITTLES®, STARBURST®, ROYAL CANIN®, PEDIGREE®, WHISKAS®, OPTIMUM™, a Mars tem faturamento acima de US 40 bilhões providos de seus 4 segmentos de negócio: Petcare (alimentos e cuidados para animais de estimação), Wrigley (chocolates, balas, gomas e snacks), Alimentos e Pesquisa. Cerca de 133 mil colaboradores, em mais de 80 países, são guiados pelos Cinco Princípios da empresa – Qualidade, Eficiência, Responsabilidade, Mutualidade e Liberdade – trabalhando diariamente para desenvolver relações mútuas com todos os seus públicos, em linha com o seu propósito de criar o mundo de amanhã através da forma como fazemos negócios hoje.

 

Informações para imprensa sobre a Mars

JeffreyGroup | [email protected]