Dia Mundial da Medicina Veterinária: conheça exemplos de atuação além da clínica

Há 19 anos, a Associação Mundial de Veterinária (World Veterinary Association – WVA) estabeleceu o último sábado de abril como o “Dia Mundial da Medicina Veterinária”. A profissão é conhecida da maioria pelo cuidado e proteção à saúde dos animais, mas a atuação dos Médicos-Veterinários se relaciona também com a saúde ambiental e humana. Sabe por quê?

Os Médicos-Veterinários garantem que os alimentos de origem animal, como leite, ovos e derivados, cheguem até a mesa com qualidade, segurança e com a garantia do controle do bem-estar animal durante sua produção. Também são eles que cuidam dos animais selvagens – em cativeiro ou vida livre –, dos animais de laboratório e, claro, dos nossos animais de estimação.

Este cuidado à saúde abrange todas as áreas de atuação da profissão, que vai além da clínica. Na Royal Canin, por exemplo, há Médicos-Veterinários que operam em departamentos como comercial, qualidade, marketing e até na presidência.

“O Brasil tem hoje aproximadamente 500 universidades de Medicina Veterinária, o que representa mais da metade da soma dos cursos que existem no mundo todo e reflete na qualidade do ensino. Por exemplo, a Nutrição é uma disciplina obrigatória, mas com uma carga horária pequena e com foco nos animais em geral. Temos o desafio de dialogar com os Médicos-Veterinários para construirmos juntos a Jornada de Saúde da ROYAL CANIN®, cujo objetivo principal está em oferecer Saúde Através da Nutrição a todos os pets que alimentamos”, comenta Natália Lopes, Médica-Veterinária e Gerente de Comunicação e Assuntos Científicos da Royal Canin Brasil.

 

Médicos-Veterinários na Presidência e na Gerência

Pierre Wagner, o Presidente da Royal Canin Brasil, é Médico-Veterinário e tem mais de 28 anos de história na empresa. Ele foi o responsável global pelo Pilar Veterinário no campus da Royal Canin na França e nos Estados Unidos, além de ter sido Diretor de Mercado da Suíça e Presidente da unidade da Royal Canin no México.

Pierre Wagner

 

Natália Lopes, Gerente de Comunicação e Assuntos Científicos na Royal Canin Brasil, também tem formação como Médica-Veterinária, além de MBA em Gestão Comercial.

Natalia Lopes

 

“Como Gerente de Comunicação e Assuntos Científicos, contribuo buscando evidenciar, influenciar e compartilhar cada vez mais o impacto da ciência na alimentação e saúde de gatos e cães, em um propósito aliado à missão da empresa, que é Fazer um Mundo Melhor Para os Pets.”

 

 

Sobre a ROYAL CANIN®

A multinacional Royal Canin, uma das maiores fabricantes do mundo de alimentos de alta qualidade nutricional para gatos e cães, celebrou 50 anos em 2018. Com 16 fábricas no mundo e presente em 92 países, a marca considera sempre o gato e o cão em primeiro lugar e tem sua história focada no conhecimento e respeito por estes animais.

Em 2002, passou a fazer parte da Mars, Incorporated, líder mundial em alimentos para animais de estimação. A unidade brasileira da Royal Canin está instalada em Descalvado, interior de São Paulo, desde 1990. No mercado brasileiro, a marca disponibiliza mais de 150 alimentos, incluindo produtos específicos para raças, portes, idades, estilos de vida, necessidades específicas, cuidados especiais e auxiliares no tratamento de algumas doenças. Os produtos estão disponíveis em canais especializados, entre os quais, clínicas veterinárias e pet shops, em mais de 15 mil pontos de vendas no Brasil.

 

Para mais informações visite o site: https://www.royalcanin.com/br

 

Assessoria de Imprensa ROYAL CANIN®

InPress Porter Novelli

[email protected]