Dia Internacional dos Cães de Resgate: saiba como o olfato canino pode salvar vidas
Cães possuem uma média de 200 milhões células olfativas que são usadas a favor da sociedade em buscas e apreensões da Polícia Militar, Força Aérea entre outras entidades; Animais contam com o apoio da ROYAL CANIN® para uma alimentação específica
Dia Internacional de Cães de Resgate

Foto: Divulgação ROYAL CANIN®

No último domingo de abril o mundo inteiro comemora o Dia Internacional dos Cães de Resgate. Estes animais desempenham um papel importante em nossa sociedade, ao lado de seus condutores e como parte de autarquias como Polícia Militar, Força Aérea, Fuzileiro Naval, Brigada Militar, Guarda Municipal, entre outras.

As entidades são as responsáveis por cuidar e treinar os cães, que são socializados para a detecção de odores. O treinamento de um cão de serviço costuma durar cerca de dois anos e começa ainda quando filhote, entre a sétima e a nona semana de vida.

“É importante frisar que para se tornar um animal de resgate, os cães geralmente provêm de linhagens que passaram por uma seleção genética e tem essa aptidão bem desenvolvida. Além disso, eles são avaliados para saber se têm o perfil necessário, incluindo foco, concentração no trabalho e estrutura corporal forte, conta Priscila Rizelo, Médica-Veterinária e Coordenadora de Comunicação Científica da Royal Canin Brasil.

Enquanto os seres humanos contam com cerca de 5 milhões de células olfativas em seu corpo, os cães possuem uma média de 200 milhões destas células em sua estrutura, sendo que em alguns casos – como no do Pastor Alemão – esse número pode atingir até 220 milhões. Além do Pastor Alemão, as raças Labrador, Pastor Holandês e Pastor Belga estão entre as das preferidas pela Polícia e Corpo de Bombeiros por terem maior sensibilidade olfativa.

O olfato canino apresenta outras particularidades que colaboram para a habilidade olfativa do animal. Uma delas é a capacidade de farejar, o que permite que o fluxo de ar que entra nas narinas seja até 10 vezes maior do que o fluxo de ar da respiração. Isso faz com que o cão capture mais fácil os odores. Há também uma enorme diferença no tamanho do bulbo olfatório, área do cérebro dedicada ao processamento das informações olfativas. Em cães, essa superfície ocupa uma proporção da área cerebral 35 vezes maior quando comparado aos humanos!

O treinamento para a identificação de odores específicos é realizado de acordo com estímulos positivos que respeitam os instintos do animal. Alguns cães procuram odores humanos (por exemplo hálito ou odor corporal) e participam de operações de resgate, buscas e apreensões. Os animais podem, ainda, auxiliar no diagnóstico de doenças, como ocorre no projeto KDOG, que tem como objetivo treinar cães para a identificação de tipos de câncer de mama em estágio inicial.

Os cães que fazem parte das autarquias brasileiras ajudam em diversas frentes e colaboram, inclusive, para que vidas sejam salvas. O tipo de trabalho, a intensidade e as condições climáticas a que são expostos influenciam diretamente em sua dieta, por isso, a precisão nutricional é de extrema importância para o crescimento e manutenção de sua saúde.

A ROYAL CANIN®, marca que tem o compromisso de oferecer Saúde Através da Nutrição para gatos e cães, é parceira e apoia as autarquias brasileiras desde 2005. Na recente tragédia em Petrópolis, de 60% a 70% de todos os resgates feitos envolveram a atuação dos animais. “Temos orgulho de contribuir com a alimentação de mais de 80% das Autarquias no Brasil e, assim, para a saúde dos animais”, finaliza Carlos Martella, Diretor de Marketing da Royal Canin Brasil.

 

Sobre a ROYAL CANIN®

A multinacional Royal Canin, uma das maiores fabricantes do mundo de alimentos de alta qualidade nutricional para gatos e cães, celebrou 50 anos em 2018. Com 16 fábricas no mundo e presente em 92 países, a marca considera sempre o gato e o cão em primeiro lugar e tem sua história focada no conhecimento e respeito por estes animais.

Em 2002, passou a fazer parte da Mars, Incorporated, líder mundial em alimentos para animais de estimação. A unidade brasileira da Royal Canin está instalada em Descalvado, interior de São Paulo, desde 1990. No mercado brasileiro, a marca disponibiliza mais de 150 alimentos, incluindo produtos específicos para raças, portes, idades, estilos de vida, necessidades específicas, cuidados especiais e auxiliares no tratamento de algumas doenças. Os produtos estão disponíveis em canais especializados, entre os quais, clínicas veterinárias e pet shops, em mais de 15 mil pontos de vendas no Brasil.

 

Para mais informações visite o site: https://www.royalcanin.com/br

 

Assessoria de Imprensa ROYAL CANIN®

InPress Porter Novelli

[email protected]