Brasil celebra o Dia Nacional do Cacau em busca de crescimento da produção
País já foi vice-líder global na produção do fruto e institutos como o MCCS (Mars Center for Cocoa Science) trabalham para que voltemos a ser referência mundial em qualidade e volume produtivo

Dia Nacional do Cacau

Neste próximo dia 26 de março é comemorado no Brasil o Dia Nacional do Cacau, criado por um ex-deputado Capixaba no início dos anos 2000 e que tem como objetivo original promover o trabalho dos cacaueiros do Espírito Santo e Bahia. O Brasil, até o final dos anos 80, era um dos principais produtores do fruto em todo mundo, chegando a estar em 2º lugar no ranking global durante o período. No entanto, pouco antes do início dos anos 90 a região Sul da Bahia, uma das principais áreas produtoras, foi assolada por uma praga conhecida como Vassoura-de-bruxa, que praticamente dizimou todas as plantações da região. 

Desde então o Brasil batalha para recuperar o altíssimo volume e qualidade do cacau de outrora. Se ao final dos anos 80 o País produzia quase 500 mil toneladas da matéria-prima do chocolate, em 2018 este número foi de pouco mais de 250 mil toneladas. Atualmente o país praticamente não exporta cacau, uma vez que a produção não é suficiente para atender a totalidade do consumo interno. Para alcançar novamente o protagonismo do setor, o Brasil aposta em tecnologia, diversificação e segmentação, para expandir inclusive internacionalmente o produto local. 

“Existe uma grande aposta na produção de grãos finos e de aroma, estão surgindo muitas opções diversificadas para as quais os produtores estão atentos. O mercado sempre tenta se adaptar e se destacar da melhor forma possível. Por isso tem se visto esta abertura para uma produção diferenciada, que exige maior cuidado no cultivo mas que pode render até o dobro ou o triplo de receita para o produtor”, ressalta Mariana Lucena, Diretora de Corporate Affairs da Mars Wrigley Brasil. Em 2018, o Brasil exportou 616 toneladas de cacau fino para países como Japão, França e Holanda. 

No entanto, para que o Brasil cresça no cenário mundial do cacau é necessário muito estudo e pesquisa voltado ao seu processo produtivo. Trabalho que é realizado por institutos como o Mars Center for Cocoa Science (MCCS), criado pela Mars em 1982 e localizado em Barro Preto, sul da Bahia. O espaço é 100% dedicado à pesquisa do fruto e trabalha com estudos detalhados de todo o processo produtivo do cacau. 

“O trabalho realizado no Centro visa chegar em um fruto de alta qualidade agronômica, com sabor único e composição qualificada. A pesquisa científica realizada desenvolve técnicas adequadas para o cultivo do cacau e melhoramentos genéticos que criam e selecionam plantas com características superiores - maior produtividade, maior resistência a doenças e mais qualidade em sabor. A experiência é real, aplicada em campos de plantação, com distintos sistemas de produção, e verificada em laboratórios formais, tendo como essência a investigação científica, com rigor e método”, explica Mariana.  

Aos poucos a produtividade mostra reação, e lavouras como as do Pará, por exemplo, têm muito a expandirem ainda, enquanto no Sul da Bahia já existem mais de 60 pequenos e médios produtores – alguns destes inclusive já exportam. É notório que o Brasil quer ganhar espaço no valor agregado do fruto e aproveitar o fato de ser único país no mundo que possui a cadeia completa do setor (colhe o cacau, processa o fruto e produz chocolate). 

O cacau é e pode ser cada vez mais sustentável. Hoje tem base no trabalho realizado por agricultores familiares, invertendo o perfil do passado dominado pelos coronéis imortalizados pela literatura. Esta produção quase artesanal é o motor que pode impulsionar cada vez mais o cacau brasileiro, para que nos próximos dias 26 de março, o país tenha números ainda melhores para comemorar. 

 

Sobre a Mars, Incorporated 

A Mars, Incorporated é uma empresa familiar, privada, com mais de 100 anos de história e dona de algumas das marcas mais amadas do mundo, como ROYAL CANIN®, PEDIGREE®, WHISKAS®, EUKANUBA®, OPTIMUM™, M&M’S®, TWIX®, SNICKERS®, UNCLE BEN’S®, MASTERFOODS®, ORBIT®, EXTRA®, SKITTLES® e STARBURST®. Sediada em McLean, no estado norte-americano da Virginia, a Mars tem faturamento acima de US$ 35 bilhões providos de seus 4 segmentos de negócio: Petcare (alimentos e cuidados para animais de estimação), Confeitos (chocolates, balas e gomas), Alimentos e Pesquisa. Cerca de 125 mil colaboradores, em mais de 80 países, estão reunidos sob os Cinco Princípios da empresa - Qualidade, Eficiência, Responsabilidade, Mutualidade e Liberdade - trabalhando, diariamente, para desenvolver relações mútuas com todos os seus públicos, buscando um crescimento do qual a empresa se orgulha.

Asset Download Press Release